Acordos salariais desabam com a reforma trabalhista, informa Fipe

em .

Despencou o número de acordos salariais fechados após a aprovação da reforma trabalhista, embora as novas regras entrem em vigor apenas no dia 11 de novembro. Segundo dados da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), até agora foram fechados 71 acordos com data-base em agosto ante 167 no período em 2016.
Para a reportagem publicada no jornal “Valor Econômico”, Hélio Zylberstajn, coordenador do Salariômetro da Fipe, declarou: "Os sindicatos estão muito receosos, e as empresas, tateando, ainda não escolheram a estratégia de negociação diante de uma nova realidade da legislação trabalhista. Esse quadro interrompe as decisões”.
"A reforma abre um campo de disputa que não vai ser pequeno. Todo mundo vai ter que olhar com cuidado. Poucos conhecem a extensão da reforma, ela traz uma série de incertezas. Mas há muitas empresas forçando negociações com data-base em agosto para fechar acordos por dois, três meses e revê-los em novembro, já sob as novas regras", afirmou Clemente Ganz-Lúcio, diretor do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos 
 

Fale Conosco

  • Sede Santo André
    Rua Gertrudes de Lima, 202 - Centro - Santo André
    Telefone: (11) 4993-8999 - Veja o Mapa

  • Sede Mauá
    Avenida Capitão João, 360 - Matriz - Mauá
    Telefone: (11) 4555-5500 - Veja o Mapa