Taxa de desemprego de negros na Grande SP sobe mais que a de brancos

em .

Segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), entre 2015 e 2016, a taxa de desemprego dos negros saltou de 14,9% para 19,4%, enquanto a dos não negros avançou de 12% para 15,2%.
Ao se considerar apenas o recorte das mulheres negras, o desemprego é mais dramático ainda: passou de 16,3% em 2015 para 20,9% em 2016. Em termos de renda também a disparidade prevalece. Os negros receberam, em média, 67,8% do rendimento de não negros em 2016.
Também caiu em 4% o número de negros ocupados na região metropolitana de São Paulo. Segundo o Dieese, “o fechamento de postos de trabalho afetou mais a população negra”. Em 2016, 38,3% dos ocupados eram negros ante 40% em 2015.
 

Fale Conosco

  • Sede Santo André
    Rua Gertrudes de Lima, 202 - Centro - Santo André
    Telefone: (11) 4993-8999 - Veja o Mapa

  • Sede Mauá
    Avenida Capitão João, 360 - Matriz - Mauá
    Telefone: (11) 4555-5500 - Veja o Mapa