IBGE diz que falta ocupação para 27,7 milhões de brasileiros

em .

Nada menos que 27,7 milhões de brasileiros querem uma ocupação, porque estão desempregados ou desalentados, ou trabalhar mais devido à subocupação. Este é o dado divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta, dia 17.
O resultado é referente ao fechamento do primeiro trimestre de 2018 quando o percentual da mão de obra subutilizada chegou a 24,7%, um recorde desde 2012 quando o IBGE iniciou a série histórica da Pnad Contínua. Do total de subutilizados, 13,7 milhões são desempregados que procuram emprego. O restante refere-se às pessoas que trabalham menos horas do que gostariam ou aquelas que desejam trabalhar mas não procuraram emprego ou não estavam disponíveis para trabalhar.
A taxa de desemprego fechou o primeiro trimestre em 13,1%, mas a falta de ocupação atinge as regiões de forma desigual, chegando a 15,9% no Nordeste e 8,4% no Sul. Por Estado, Amapá tem a maior taxa, de 21,5%, e Santa Catarina o menos, de 6,5%. Em São Paulo, o índice ficou acima da média, de 14%
 

Fale Conosco

  • Sede Santo André
    Rua Gertrudes de Lima, 202 - Centro - Santo André
    Telefone: (11) 4993-8999 - Veja o Mapa

  • Sede Mauá
    Avenida Capitão João, 360 - Matriz - Mauá
    Telefone: (11) 4555-5500 - Veja o Mapa