Desemprego fica estável mas aumenta número de desalentados

em .

A taxa de desemprego está praticamente estável, mas a qualidade do mercado de trabalho vem se deteriorando. É o que mostram os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta, dia 29.
No trimestre encerrado em maio, segundo a Pnad Contínua, a taxa de desemprego ficou em 12,7%, com 13,2 milhões de desempregados, ante 12,9% no trimestre fevereiro a abril, com 13,4 milhões de desocupados. Ocorre que o número de trabalhadores com registro em carteira somou 32,8 milhões, uma redução de 483 mil postos em relação ao mesmo trimestre do ano passado e de 351 mil na comparação com o trimestre terminado em fevereiro de 2018.
Outro dado que mostra a dagradação do mercado de trabalho é que em maio 65,4 milhões de pessoas estavam fora da força de trabalho, ante 65,2 milhões no trimestre até abril. Uma das hipóteses é que, diante da dificuldade do mercado, mais pessoas pararam de procurar emprego no período. São os chamados de desalentados.
Já o rendimento real médio foi estimado em R$ 2.187 no trimestre encerrado em maio, permanecendo praticamente estável ante o trimestre de dezembro a fevereiro (R$ 2.200) e comparativamente ao mesmo trimestre de 2017 (R$ 2.167). 
 

Fale Conosco

  • Sede Santo André
    Rua Gertrudes de Lima, 202 - Centro - Santo André
    Telefone: (11) 4993-8999 - Veja o Mapa

  • Sede Mauá
    Avenida Capitão João, 360 - Matriz - Mauá
    Telefone: (11) 4555-5500 - Veja o Mapa