Acordos já negociados pelo Sindicato injetaram R$ 10 milhões na economia

em .

Empenhado simultaneanente nas negociações da PLR e na mobilização pela Campanha Salarial 2020, o Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá já fechou acordos da PLR com as maiores empresas da base, resultando em injeção de mais de R$ 10 milhões na economia local e em conquista para grande parte dos trabalhadores. As negociações ainda prosseguem com dezenas de empresas de todos os portes.

 

Pandemia deslocou prioridades do Sindicato para saúde e emprego

 

Essa situação atípica decorre da pandemia do novo coronavírus que atingiu o Brasil em cheio justamente quando o Sindicato iniciaria as negociações da PLR 2020. Na época, o Sindicato priorizou a preservação da vida dos trabalhadores e dos postos de trabalho. Foi com esse objetivo que negociou com as empresas os acordos coletivos de suspensão temporária de contratos de trabalho, redução de jornada e de salário, layoff, férias coletivas.

 

Desde abril, o Departamento Jurídico do Sindicato firmou, ao menos, 360 acordos com base na MP 936. Na retomada gradual das atividades nas empresas, a preocupação passou a ser a cobrança de medidas sanitárias nos locais de trabalho, nos refeitórios e no transporte visando a saúde e segurança dos trabalhadores.

 

Acordos com validade por dois anos

 

O início das negociações tardias da PLR foi difícil, pois as empresas alegavam que não tinham condições de conceder PLR neste ano. Com muito diálogo o Sindicato mostrou ås empresas a importância da negociação em situação complicada como esta criada pela pandemia. O resultado são acordos que contemplam, além da PLR, questões específicas em cada empresa.

 

Na Marelli e na Maxion, o acordo coletivo, negociado pelo Sindicato com o apoio da comissão e aprovado pelos trabalhadores em assembleia, é válido por dois anos. Assim, os trabalhadores já conhecem o valor, datas de pagamento e as metas a serem cumpridas em 2021. Na Paranapanema o acordo envolveu alguns trabalhadores que ficaram afastados por suspensão de contratos ou por layoff.  Na Tenneco, a comissão dos trabalhadores foi eleita para o biênio 2020/2021 e as negociações da PLR para o próximo ano vão começar ainda neste ano.

 

Os desafios da Campanha Salarial

 

Assim como está sendo difícil a negociação da PLR, também a Campanha Salarial tem novos desafios na luta por reposição da inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), aumento real,  valorização do piso da categoria, não à terceirização, homologação no Sindicato, segurança no local de trabalho e, em especial, a renovação das cláusulas sociais da convenção coletiva do trabalho. É essa renovação que garantirá aos trabalhadores as conquistas da categoria ao longo do tempo.

 

Como o Sindicato vem alertando nas assembleias nas fábricas e por meio do nosso jornal "O Metalúrgico", a Campanha ocorre em meio à alta desenfreada de alguns alimentos básicos como arroz e óleo de soja, que acumulam reajuste superior a 40% em 2020. E deixando a nítida sensação de que a inflação é muito maior que a anunciada. E tudo indica que o preço de vários alimentos pode até se estabilizar ou cair um pouco mas em nível muito elevado, arrochando os salários.

 

 

Isso num país que é o quarto maior produtor mundial de alimentos e sequer sabe ainda como será o programa de transferência de renda à população mais necessitada a partir de 2021, após o fim do auxílio emergencial em dezembro.

Juntos somos mais fortes!

Não fique só. Fique sócio!

Cícero Firmino (Martinha)
Presidente licenciado do Sibdicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá

Adilson Torres (Sapão)
Presidente em exercício do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá

Fale Conosco

  • Sede Santo André
    Rua Gertrudes de Lima, 202 - Centro - Santo André
    Telefone: (11) 4993-8999 - Veja o Mapa

  • Sede Mauá
    Avenida Capitão João, 360 - Matriz - Mauá
    Telefone: (11) 4555-5500 - Veja o Mapa